Quem já pensou em organizar uma festa de casamento já deve ter passado pelo que vou relatar neste artigo: os fornecedores solicitam informações demais antes de passar o preços dos serviços e produtos.

Nos casamos em março de 2014 e levamos mais de 1 ano entre o primeiro contato com um fornecedor até o fechamento do último contrato. Aprendemos muito com este processo e conhecemos diversos fornecedores de produtos e serviços relacionados a casamentos. Alguns destes fornecedores foram descartados simplesmente por um motivo: pediam informações demais antes de enviar um orçamento. O pior nem era a quantidade de informações, mas a relevância das mesmas.

Alguns exemplos de informações irrelevantes:

  • porque a empresa que fará a segurança do evento precisa saber a marca do vestido da noiva?
  • porque o buffet precisa saber quem fará a filmagem?
  • porque o decorador precisa saber de onde é as roupas das damas?
  • porque o decorador precisa saber quem é o fotógrafo?
  • porque o fotógrafo precisa saber qual será o buffet?
  • e por aí vai…

Fornecedor que quer saber sobre dinheiro dos noivos

Obviamente existem algumas situações em que é importante que um fornecedor saiba quem fará um outro serviço. Existem exceções. Não há nada demais no fato do celebrante questionar quem será o DJ ou o responsável pelo som. Ele precisará de um microfone e precisa saber a quem solicitar. Mesmo assim são informações que podem ser solicitadas após fechar o contrato. O cerimonial também precisa saber de todos que irão trabalhar em seu casamento, mas em geral o cerimonial é o primeiro fornecedor a ser contratado, e todos os outros ainda não estão definidos.

Vários fornecedores nos enviaram um enorme questionário antes mesmo de enviar um orçamento. Como eu disse, algumas informações são relevantes, mas outras não. Qual o problema de dizer a todos quem serão os fornecedores? A confiança! Todos conhecemos alguma empresa que coloca preços de acordo “com a cara cliente”, e eu acho isto um absurdo descabido. No mercado de casamento há vários serviços cuja avaliação de qualidade tem alguma subjetividade: fotografia, filmagem, decoração, maquiagem, etc… Alguns mais que outros, mas a maior parte destas avaliações estão relacionadas ao gosto do cliente.  Há fornecedores que se aproveitam disto para cobrar o máximo que o cliente aceitará pagar, e têm preços absurdamente diferentes cada cliente, prestando basicamente o mesmo serviço.

O mercado de casamentos é bem segmentado. Há fornecedores para todas as faixas de renda e há aqueles que, apesar de não terem um preço bem definido, procuram se posicionar o mais acima possível. Querem ganhar muito fazendo poucos eventos. Estes são os prováveis fornecedores que irão querer “conhecer o perfil do casal” antes de enviar um orçamento. O problema é que as informações solicitadas são suficientes apenas para conhecer o perfil financeiro do casal, e não o estilo do casamento que esperam. O objetivo não está em lhe fornecer um serviço personalizado, mas lhe cobrar um preço ajustado – certamente para cima – aos preços comumente cobrados pelos outros fornecedores com os quais você já fechou contrato.

Como encontrar bons fornecedores?

Conforme íamos recebendo tais questionários intermináveis, começamos a questionar alguns destes fornecedores da necessidade de tais informações. Alguns se mostraram irredutíveis e não enviaram o orçamento sem todas as informações preenchidas. Outros eram mais flexíveis e diziam que não haveria problema se as deixássemos em branco.

Decidimos que não enviaríamos informações que considerássemos irrelevantes para o serviço prestado. Alguns reclamaram mas não souberam dar uma justificativa convincente para requerer certas informações. Usamos muita imaginação e julgamos nós mesmos os casos em que valia a pena informar o que era pedido nos questionários. Deu muito certo. Quem reclamou e se recusou a enviar o orçamento, foi descartado pela seleção natural do mercado: não vamos fechar um contrato com alguém que complicou o simples envio de um orçamento. Há centenas de fornecedores de tudo e os noivos como clientes devem fazer valer a sua posição dominante nestas negociações. Não se estresse para conseguir um determinado fornecedor, eles é que devem oferecer condições competitivas para disputar os clientes do mercado.

Cuidado com a decoração

O mercado de decoração para casamentos tem excelente profissionais, pessoas altamente capacitadas, com talento, experiência e formação profissional em várias áreas relacionadas ao trabalho que prestam. Porém, como em quase todo mercado existem empresas e pessoas que não fazem as coisas como manda o figurino.

A questão da subjetividade que citem acima é muito mais comum no serviço de decoração. O bom gosto tem preço, mas o preço pode variar muito, muito mesmo. É possível fazer decorações maravilhosas gastando muito pouco. Só para se ter uma ideia, recebemos orçamentos sete vezes (7x) mais caros que o que realmente gastamos na decoração de nosso casamento, e ficou excelente!

Conclusão

Não é difícil perceber quando uma empresa está querendo cobrar mais do que o serviço vale. Converse com outras noivas, discuta nos fóruns e grupos relacionados a casamentos. Leia os contratos e orçamentos com cuidado. Não conte tudo para todo mundo, conte apenas o essencial. É possível assim encontrar os bons fornecedores e ter um casamento que combine com seu estilo e também com seu perfil financeiro, mas sem se expor!

Você já passou por situações assim ao organizar o seu casamento? Conte pra gente nos comentários!

Imagem:
Cedric Favre

Um comentário para “Orçamentos baseados no perfil financeiro do cliente?”

  1. Kelle Carvalho

    Olá!
    Gostei bastante da matéria, interessante como a maioria das empresas cobram pela cara do cliente. Quando você pede para ver a tabela de preços eles se sentem profundamente ofendidos. Eu entendo que muitas coisas são subjetivas, mas há muito exagero nessa subjetividade.
    Abraços.

    Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)